Escriba

Quando algum sistema fica fora do ar em um estabelecimento, são grandes as chances de gerar longas filas de espera e atrasar as tarefas. Para evitar que isso aconteça nos cartórios, a Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) determinou no Provimento nº74 que todos os cartórios precisam de um servidor de redundância que permita a retomada do atendimento à população em até 15 minutos.

Um servidor de redundância garante a alta disponibilidade do cartório, ou seja, mantém o funcionamento mesmo em caso de falhas ou sobrecargas dos sistemas utilizados. Por exemplo, se o banco de dados fica fora do ar, automaticamente o servidor de redundância entra em ação para o atendimento prosseguir sem pausas longas.

Para que você possa entender melhor a utilidade do servidor de redundância nos cartórios, listamos os três principais motivos.

  1. Melhora o atendimento do cartório

Um dos maiores benefícios em implementar um servidor de redundância no cartório é a melhora no atendimento, pois evita que a população demande longos períodos de espera.

  1. Garante a segurança das informações

O servidor de redundância da Escriba, o E-Replic, gera backups incrementais a cada 30 minutos. Funciona como uma segurança para impedir que os dados do cartório sejam perdidos, caso aconteça algo com o backup principal.

  1. Atende ao Provimento nº74

Para os cartórios, o servidor de redundância é essencial, tanto para segurança, melhorias do atendimento e produtividade dos colaboradores. Por isso, a CNJ inseriu no Provimento nº 74 o servidor de redundância como um dos requisitos mínimos para a segurança da informação nos cartórios.

 

Se você quiser saber mais sobre o sistema de redundância, nos envie sua solicitação ou dúvida!

Telefone: (41) 3091-2600

E-mail: atendimento@escriba.com.br