Solicite uma proposta

Quer saber mais sobre os produtos escriba? Nós entramos em contato:

×

Protesto em cartório é a solução mais rápida para cobrar dívidas

outubro 11th, 2019 notícia por

Os cartórios de protesto são um dos caminhos mais viáveis para quem deseja cobrar dívidas, pois possuem um dos índices de recuperação de crédito mais alto do mercado: 60% dos títulos cobrados dessa forma são pagos em até uma semana.

 

O que é o protesto de dívida em cartório?

O protesto de dívida é um ato formal que comprova a inadimplência de uma pessoa física ou jurídica. É uma forma de cobrança extrajudicial regulada pela Lei Federal 9.492/97.

 

Como cobrar dívidas via cartório?

 

Para utilizar os serviços dos cartórios de protestos e cobrar dívidas rapidamente basta preencher um formulário on-line e apresentar os documentos que provam a existência da dívida. 

Quando o cartório recebe a solicitação, analisa o caso e os documentos apresentados. Se a dívida for comprovada, uma intimação é emitida e entregue na residência do devedor. 

Após receber a intimação, o devedor tem três dias úteis para quitar a dívida. Caso isso não aconteça, o nome é protestado e incluído nos bancos de dados de inadimplência. 

O custo para cobrar dívidas no cartório é um dos mais baixos entre oss oferecidos pelo mercado. Além disso, a eficácia é certa, pois o sistema do cartório encontra pessoas físicas e jurídicas em qualquer lugar do Brasil, agilizando a cobrança.

 

Quem pode fazer o protesto em cartório?

 

A cobrança de dívidas via cartórios também é acessível para toda população: empresas e pessoas físicas ou jurídicas podem realizar o protesto.

 

Benefícios

 

Além de contribuir para a estabilidade financeira de empresas e pessoas físicas, apoiando o crescimento econômico da sociedade, os cartórios de protestos levam mais eficiência ao judiciário brasileiro. A efetividade dos cartórios de protesto foram reforçadas pelo Supremo Tribunal Federal (ADI 3135), que consolidou a instituição como alternativa segura para a recuperação de créditos. 

Segundo o portal de notícias Exame, no terceiro trimestre de 2018 ingressaram 171 milhões de reais nos cofres públicos por meio do pagamento de 26.728 títulos junto aos cartórios de protesto do Brasil.

 

 

Fontes: 

Exame

O Popular

Meu Crediário